7 de mai de 2010

Gosto


Gosto do gosto gostoso
do beijo melado
que me apaixona
que vem de você
Gosto da amizade sincera
Desta amiga que bela
Que respeita o meu ser
Gost do amor fantasia
Que não é ironia
Que estimula a viver
Gosto da mocinha charmosa
Que também é manhosa.
Que finge não ver.
O amor verdadeiro
Batendo em sua porta como o amanhancer
Gosto da vida que levo
Pois só tenho essa
para continuar a viver
Gosto da ausência sentida
da falta que faço
quando vem de você
Gosto de um verso bem puro
que é infantil e maduro
Que m inspira a ecrever
Gosto de ti criatura
Que só não percebes
Porque não queres ver.....

2 comentários:

Jackie Freitas disse...

Olá Marcinha!
Linda poesia. Parabéns pela sensibilidade!
Grande beijo,
Jackie

Josy Nunes disse...

Oi,
Marcia,
Gostei!
bjus

Postar um comentário