17 de mai de 2010

Intimista


Não fala
se cala
calada sente
falando não vê
deixa de enxergar
por não falar
acha, que
sem comentários
não sofre,
e nada vê
mas, lá dentro do peito
fechado
chora calada
não sorri,
e nos seus olhos,
 uma lágrima
teima em cair
por não entender ...
por ser tão muda
escondendo-se
vivendo assim calada ..
dentro do seu casulo surdo-mudo
tão seu,
tão profundo
sempre tão sozinha nesse mundo ...
Marcinha C

1 comentários:

Beeta disse...

uma coisa leva à outra...
beijo
sigo
perfeito

Postar um comentário